Passar do aluguel para um imóvel próprio é um grande passo. E isso pode afetar suas finanças e seu estilo de vida. Por isso é muito importante entender os prós e os contras antes de escolher entre uma casa e um apartamento. Além de, claro, pensar nas necessidades – suas e da sua família. Você pode querer mais espaço e autonomia. Ou você pode preferir as conveniências de morar em um apartamento, especialmente em condomínios que oferecem serviços e recursos (como um salão de festas, por exemplo).

Para te ajudar a tomar esta decisão, apresentamos abaixo três critérios que devem ser avaliados.

Custos

Ao trocar o aluguel por um financiamento de imóvel próprio, você deve considerar os valores totais antes de fazer sua escolha. Ou seja, não pense apenas em “estarei trocando esse valor do aluguel pelo mesmo valor no financiamento mensal”, pois existem outros investimentos a se considerar. Caso esteja indo para um apartamento, por exemplo, você terá também o valor da taxa de condomínio. Enquanto se estiver indo para uma casa, é provável que tenha um custo a mais com manutenção, contas como água e luz e área externa (como jardim ou churrasqueira).

O ideal é fazer uma lista com todas as contas fixas que você tem no mês considerando o imóvel alugado e outra com a estimativa do que gastaria caso optasse por uma casa ou apartamento novo.

Segurança x independência

Pense no seu dia a dia e rotina. Você mora sozinho(a) e trabalha fora de casa? Ou você está pensando em formar uma família? Já tem filhos pequenos? Tudo isso deve entrar na conta – uma pessoa solteira ou um jovem casal que passa a maior parte do tempo fora de casa talvez não precise de todo o espaço que uma casa tem a oferecer. Talvez um apartamento seja a opção mais segura também.

Mas, para uma família com crianças, ter um quintal pode ser uma ótima opção para que elas tenham mais espaço para brincar. Há também maior independência – se você quiser fazer uma reforma ou alterar cores do imóvel, por exemplo, não precisa seguir as regras que um edifício tem.

Manutenção

Se a casa que você está considerando tem uma área externa – como jardim ou churrasqueira – isso pode ser um ponto positivo ou negativo. Você gostaria de ter um espaço para fazer uma pequena horta? Gosta de plantas, animais e do contato com a natureza em geral? Lembrando que isso demanda também tarefas consideradas menos interessantes, como cortar e regar a grama. Então uma casa com quintal seria um bônus e não um fardo.

Mas se você não gosta, o cenário se inverte. Um jardim demanda atenção, tempo e cuidado (assim como a área externa em geral, que demanda limpeza). Se você não faz questão ou não tem o tempo disponível, melhor optar por um apartamento. Nesse caso, você precisará zelar pelas áreas comuns do prédio, mas só será responsável diretamente pelo seu espaço privado.

Ou seja, em resumo, apartamentos e casas têm vantagens e desvantagens. Não há resposta correta padrão – e sim a resposta certa para você e sua família. E para chegar a ela, é preciso avaliar bem suas finanças e o estilo de vida da sua família. E, claro, continuar de olho aqui no blog da Treèle para mais postagens com dicas sobre imóveis e finanças.00

Quero saber mais sobre os empreendimentos da TREÈLE

    https://treele.com.br/wp-admin/media-upload.php?post_id=3160&type=image&TB_iframe=1