Eu consigo comprar uma casa? 5 etapas do processo para você avaliar

Se comprar sua casa própria é seu grande sonho e você está cogitando se conseguirá realizá-lo logo, esse texto é para você. Abaixo, listamos cinco etapas importantes para te ajudar a avaliar bem o processo. Vá avaliando cada passo para entender se o sonho já cabe no seu bolso e se é a hora certa de investir.

Defina prioridades

O processo de compra de um imóvel nem sempre é rápido – e pode ser desgastante se você não se planejar. Por tanto, comece com uma organização de metas. Defina suas prioridades: você busca uma casa ou apartamento? Prefere que seja um imóvel novo? Ainda na planta? Ou usado? Tem regiões ou bairros de preferência? Qual seria a metragem e planta ideal para o tamanho da família?

Mesmo que vários desses critérios sejam flexíveis, é importante ter uma noção do que você está em busca para evitar o desperdício de tempo depois. Ou seja, para evitar procurar a esmo e depois se frustrar por não encontrar o que procura.

Pesquise, pesquise, pesquise

Definidas suas preferências e prioridades, chegou a hora de contrastar suas metas com a realidade. Hoje em dia, a internet pode ajudar muito: comece pesquisando por imóveis nas regiões onde gostaria de morar, verifique preço do metro quadrado e vá reavaliando seus critérios a cada etapa. Essa é a hora de refinar as buscas antes de passar para a parte prática.

Nesse caso, visitar localizações, ver imóveis na planta ou mesmo visitar apartamentos ou casas que já estejam prontos. Foque em opções que sejam viáveis para você – se já tem uma média do quanto poderá investir ou pagar na parcela do financiamento, melhor!

Faça os cálculos!

Sim, a questão financeira é uma das principais quando se fala em comprar a casa própria. Mas antes de falarmos em financiamento, é preciso falar em planejamento financeiro. Aqui mesmo no blog da Treèle temos diversas postagens que ajudam a entender um pouco melhor essa questão. Mas basicamente é importante ter uma organização para entender qual a renda total da sua família, quais os gastos fixos mensais e quais os gastos variáveis. Dessa forma, você tem uma ideia de quanto sobra para uma possível parcela do financiamento.

Entenda os processos de compra

Existe uma série de modalidades diferentes de financiamento – caso seja essa sua opção – e você precisa entender qual a que melhor se encaixa no seu caso. Se você não tem pressa para se mudar e pode optar por um imóvel na planta, por exemplo, você tem a possibilidade de negociar diretamente com a construtora um parcelamento para o valor da entrada.

Dependendo do valor da sua renda e lugar do Brasil, você também consegue financiar pelo programa do governo federal Minha Casa Minha Vida (que atualmente está em processo de atualização para o programa Casa Verde Amarela). Os bancos também cobram diferentes taxas de juros e têm diferentes condições a serem avaliadas.

Fale com profissionais

A parte de entender qual o melhor tipo de financiamento para você pode parecer burocrática e complexa para quem tem pouca familiaridade com o assunto. Por isso, reúna todas as suas dúvidas para tirar com um profissional – pode começar conversando com o gerente do banco onde você tem conta para entender suas opções. Se não ficar satisfeito, fale com profissionais de outros bancos. O mesmo vale para o caso de você não ter ainda conta em banco – escolha as instituições e explique sua situação, eles poderão te auxiliar a encontrar a melhor saída.

E se você quer mais dicas de como se planejar melhor e assim chegar aos seus objetivos mais rapidamente, continue ligado aqui no blog da Treèle. E aproveite para seguir a gente nas redes sociais.

Quero saber mais sobre os empreendimentos da TREÈLE

    https://treele.com.br/wp-admin/media-upload.php?post_id=3160&type=image&TB_iframe=1