A partir de agora, o Governo Federal liberou novas condições de financiamento imobiliário para o Programa Casa Verde e Amarela. As mudanças têm o objetivo de facilitar o acesso à casa própria, por isso, ocorreu uma redução das taxas de juros no Pró-Cotista e um aumento do limite da renda mensal para os grupos 2 e 3 do Programa de Habitação Popular com Recursos FGTS.
Para te explicar melhor, nós listamos todas as mudanças para você:

Grupo 1
Rendimento mensal familiar de até R$ 2.400. A taxa de juros é de 4,5% para quem mora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e de 4,25% para quem reside no Norte e Nordeste.

Grupo 2
Rendimento mensal familiar de R$ 2.400,01 a R$ 4.400. Antes, o limite era de R$ 4 mil. A taxa de juros pode variar entre 5% a 6,% para quem mora no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Já para quem reside no Norte e Nordeste a taxa varia de 4,75% a 6,5%. Essa variação depende da renda mensal do titular.

Grupo 3
Rendimento mensal familiar de R$ 4.400,01 a R$ 8 mil. Anteriormente, só podiam participar as pessoas com renda de até R$ 7 mil. Os juros de 7,16% vale para todo o Brasil.

Ou seja, com as mudanças, as famílias que moram em área urbana e tem uma renda mensal de até R$ 8 mil podem financiar a casa própria pela Caixa Econômica Federal pagando parcelas e juros menores. Além disso, conseguem um valor maior de subsídio que pode ser usado para abatimento no valor da entrada do imóvel.

Pró-cotista
No Pró-Cotista, linha de financiamento de imóveis de médio e alto padrão, para pessoas com renda acima de R$8 mil reais, o Governo Federal estabeleceu que, aqueles que efetivarem a contratação até o dia 31 de dezembro deste ano, terão os juros reduzidos.
A partir de agora, as taxas são de TR + 7,66% a.a. para imóveis de até R$ 350 mil e de TR + 8,16% para imóveis de até R$ 1,5 milhão.

E aí, você curtiu as mudanças? Acompanhe o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades sobre financiamento imobiliário!